Frases e Pensamentos de Paixões

Frases de Paixões,Mensagens de Paixões,Pensamentos de Paixões, Reflexões sobre Paixões, Citações de Paixões,Poemas,Poesias

PAIXõES

68 resultados encontrados

As paixões são as portas da alma.
( Baltasar Gracián )


Não há nada como as paixões e as grandes paixões para elevar a alma às coisas grandes
( Frases e Pensamentos de Diderot )


As paixões, quando mandam em nós, são vícios
( Blaise Pascal )


A espada gasta a bainha, costuma dizer-se. Eis o que aconteceu comigo. As minhas paixões fizeram-me viver, e as minhas paixões mataram-me
( ROUSSEAU )


A música oferece às paixões o meio de obter prazer delas.
( FRIEDRICH NIETZSCHE )


A razão sem paixões seria quase um rei sem súbditos
( Frases e Pensamentos de Diderot )


As paixões ensinaram a razão aos homens.
(Frases e Pensamentos de William Shakespeare)


Os homens que se emocionam com as paixões são capazes de ter mais doçura na vida
( RENÉ DESCARTES )


A consciência é a voz do alma; as paixões, a do corpo.
(Frases e Pensamentos de William Shakespeare)


De todas as paixões baixas, o medo é a mais amaldiçoada.
(Frases e Pensamentos de William Shakespeare)


Quem não sabe enfrentar paixões alheias, não sabe governar as suas.
( Frases e Pensamentos de Benjamin Franklin )


A ausência apaga as pequenas paixões e fortalece as grandes.
( Frases e Pensamentos de LA ROCHEFOUCAULD)


O ciúme nunca está isento de certa espécie de inveja, e frequentemente se confundem essas duas paixões
( La Bruyère )


As paixões são todas boas por natureza e nós apenas temos de evitar o seu mau uso e os seus excessos
( RENÉ DESCARTES )


Quem domina suas paixões é escravo da razão.
( Frases e Pensamentos de Cyril Connolly) Mensagem sobre Paixão


É mais fácil passarmos aos filhos as nossas paixões que os nossos conhecimentos.
( Frases e Pensamentos de Motesquieu)


Pensa-se que a castidade é o domínio das paixões animalescas. Esta idéia de castidade é incompleta e falsa.
( MAHATMA GANDHI )


Com suas paixões, o homem criou para si suplícios voluntários, e a Terra torna-se para ele um verdadeiro inferno.
(ALLAN KARDEC)


Um homem que nunca tenha atravessado o inferno de suas paixões, nunca as superou
( Frases e Pensamentos de CARL GUSTAV JUNG)


As paixões cegam. O verdadeiro amor nos torna lúcidos.
( Frases e Pensamentos de Autor Desconhecido) Mensagem sobre Amor


As paixões humanas,como as formas da natureza,são eternas.
( Frases e Pensamentos de León Bourgeois) Mensagem sobre Paixão


A duração das nossas paixões depende tão pouco de nós como a duração da nossa vida.
( Frases e Pensamentos de LA ROCHEFOUCAULD)


As nossas paixões são verdadeiras fénixes. Quando a mais antiga arde, renasce uma nova das cinzas da primeira
( JOHANN WOLFGANG VON GOETHE)


A humanidade não se divide em heróis e tiranos. Suas paixões, boas ou más, foram-lhes dadas pela sociedade, não pela natureza.
( CHARLES CHAPLIN )


Se resistimos às nossas paixões,é mais pela fraqueza delas que pela nossa força.
( Frases e Pensamentos de La Rochefoucauld) Tema: Paixão


As grandes paixões,aquelas que chegam de repente,sempre trazem consigo as suspeitas.
( Frases e Pensamentos de Miguel de Cervantes) Tema: Ciúme


Se resistimos às nossas paixões,é mais pela fraqueza delas que pela nossa força.
( Frases e Pensamentos de La Rochefoucauld) Mensagem sobre Paixão


"A ausência diminui as paixões medíocres e aumenta as grandes, como o vento apaga as velas e atiça as fogueiras." (Frases e Pensamentos de Machado de Assis)


As paixões fazem menos mal que o tédio,pois elas tendem a diminuir e ele a aumentar.
( Frases e Pensamentos de Barbey Daurevilly) Mensagem sobre Paixão


As grandes paixões,aquelas que chegam de repente,sempre trazem consigo as suspeitas.
( Frases e Pensamentos de Miguel de Cervantes) Mensagem sobre Ciúme


Da sua experiência ou da experiência gravada de outros história,os homens aprendem somente o que suas paixões e seus preconceitos metafísicos lhes permitem.
( Aldous Huxley )


A filosofia que cultivo não é nem tão bárbara nem tão inacessível que rejeite as paixões; pelo contrário é só nelas que reside a doçura e felicidade da vida
( RENÉ DESCARTES )


Se as paixões aconselham por vezes mais ousadamente do que a reflexão, isso deve-se a que elas dão mais força para executar.
(Frases e Pensamentos de William Shakespeare)


"O ciúme jamais está isento de uma ponta de inveja; freqüentemente essas duas paixões estão confundidas."
( Frases e Pensamentos de La Bruyère) Mensagem sobre Ciúme


Clama-se incessantemente contra as paixões; imputam-se-lhes todos os males do homem, esquecendo que elas são também a fonte de todos os seus prazeres
( Frases e Pensamentos de Diderot )


Ciúmes são tempestades de suposições e de suspeitas,levantadas pelas mesmas paixões que supõe defender.
( Frases e Pensamentos de Soror Maria de Agreda) Mensagem sobre Ciúme


O homem ama naturalmente a verdade e o bem,e deles só se aperta quando as paixões o arrastam e extraviam.
( Frases e Pensamentos de Autor Desconhecido) Mensagem sobre Paixão


Por trás dos desejos e paixões mundanas que a mente abriga, acha-se latente, clara e incorruptível, a fundamental e verdadeira essência da mente.
(Buddha Sidharta Gautama / Buda Sakyamuni / Sidarta)


Quanto mais perfeito for o artista, mais separados estarão dentro dele o homem que padece e a mente que cria; e, mesmo assim, digere e transmite as paixões que constituem seu material.
( T.S. Eliot )


A velhice é um estado de repouso e de liberdade no que respeita aos sentidos. Quando a violência das paixões se relaxa e o seu ardor arrefece, ficamos libertos de uma multidão de furiosos tiranos( PLATÃO )


A paixão está no excesso acrescentado à vontade, porque o princípio foi dado ao homem para o bem e as paixões podem levá-lo a grandes coisas, sendo o abuso que delas se faz que causa o mal.
(ALLAN KARDEC)


As paixões são como ventanias,que enfunam as velas dos navios. Algumas vezes os submergem,mas sem elas não se pode navegar.
( Frases e Pensamentos de Autor Desconhecido) Mensagem sobre Paixão


A tragédia é a imitação de uma ação séria e concluída em si mesma... que, mediante uma série de casos que suscitam piedade e terror, tem por efeito aliviar e purificar a alma de tais paixões.
( ARISTÓTELES )


Há um limite para as paixões humanas quando elas provêm dos sentimentos,mas não há limite para aquelas que sofrem a influência da imaginação.
( Frases e Pensamentos de Autor Desconhecido) Mensagem sobre Paixão


Tudo é, portanto criado, controlado e regido pela mente Assim como o carro segue o boi que o puxa, o sofrimento segue a mente que se cerca de maus pensamentos e de paixões mundanas.
(Buddha Sidharta Gautama / Buda Sakyamuni / Sidarta)


Da sua experiência ou da experiência gravada de outros história,os homens aprendem somente o que suas paixões e seus preconceitos metafísicos lhes permitem.
( Frases e Pensamentos de Aldous Huxley) Mensagem sobre Aprendizado


Se alguma coisa divina existe entre os homens, é a justiça. Nisto se compendiam todas as minhas crenças políticas. De todas elas essa é o centro. Mas para que a justiça venha a ser essa força, esse elemento de pureza, esse princípio de estabilidade, é preciso que não se misture com as paixões da rua, ou as paixões dos governos, e seja a justiça isenta, a justiça impassível, a soberana justiça, a congênita em nós, entre os sentimentos sublimes à religião e à verdade.
( Frases e Pensamentos de Rui Barbosa )


O homem ama naturalmente a verdade e o bem,e deles só se aparta quando as paixões o arrastam e extraviam. Que não seja imortal posto que é chama Mas que seja infinito enquanto dure.
( Frases e Pensamentos de Vinícius de Moraes) Mensagem sobre Paixão


"Há apenas duas épocas da vida nas quais a verdade se revela utilmente a nós: na juventude,para nos instruir; e na velhice,para nos consolar. No tempo das paixões,a verdade nos abandona."
( Frases e Pensamentos de Mme. de Lambert) Mensagem sobre Verdade


"As paixões são como ventanias que enfurnam as velas dos navios,fazendo-os navegar; outras vezes podem fazê-los naufragar,mas se não fossem elas,não haveriam viagens nem aventuras nem novas descobertas."
( Frases e Pensamentos de Voltaire) Mensagem sobre Paixão


Poucas pessoas já desejaram seriamente ser exclusivamente racionais. A vida que a maioria das pessoas deseja é cercada de paixões e tocada com uma graça cerimonial impossível sem a lealdade dedicada a formas e cerimônias tradicionais.
( Joaeph Wood Krutch ) Mensagem sobre Filosofia


Paixão é uma infinidade de ilusões que serve de analgésico para a alma. As paixões são como ventanias que enfurnam as velas dos navios, fazendo-os navegar; outras vezes podem fazê-los naufragar, mas se não fossem elas, não haveriam viagens nem aventuras nem novas descobertas. .
( Frases e Pensamentos de VOLTAIRE)


- O homem que não atravessa o inferno de suas paixões também não as supera. Elas se mudam para a casa vizinha e poderão atear o fogo que atingirá sua casa sem que ele perceba. Se abandonarmos, deixarmos de lado, e de algum modo esquecermo-nos excessivamente de algo, corremos o risco de vê-lo reaparecer com uma violência redobrada.


A Admiração é a Primeira de Todas as Paixões ( RENÉ DESCARTES )

Quando o primeiro contacto com algum objecto nos surpreende e o
consideramos novo ou muito diferente do que conhecíamos antes ou então do que
supunhamos que ele devia ser, isso faz que o admiremos e fiquemos espantados com
ele. E como tal coisa pode acontecer antes que saibamos de alguma forma se esse
objecto nos é conveniente ou não, a admiração parece-me ser a primeira de todas
as paixões. E ela não tem contrário, porque, se o objecto que se apresenta nada
tiver em si que nos surpreenda, não somos emocionados por ele e consideramo-lo
sem paixão.


É injusto e imoral tentar fugir às conseqüências dos próprios atos. É justo que a pessoa que come em demasia se sinta mal ou jejue. É injusto que quem cede aos próprios apetites fuja às conseqüências tomando tônicos ou outros remédios. É ainda mais injusto que uma pessoa ceda às próprias paixões animalescas e fuja às conseqüências dos próprios atos.
( MAHATMA GANDHI)Tema: Auto-Conhecimento


É injusto e imoral tentar fugir às conseqüências dos próprios atos. É justo que a pessoa que come em demasia se sinta mal ou jejue. É injusto que quem cede aos próprios apetites fuja às conseqüências tomando tônicos ou outros remédios. É ainda mais injusto que uma pessoa ceda às próprias paixões animalescas e fuja às conseqüências dos próprios atos.
( Frases e Pensamentos de Mahatma Gandhi) Mensagem sobre Autoconhecimento


Sua influência moral (da Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas) é maior do que se pensa; e isto, precisamente porque jamais ela se desviou da linha de moderação que se traçou. Sabe-se que ela se ocupa exclusivamente de seus estudos, sem se deixar desviar pelas paixões mesquinhas que se agitam ao seu redor; que o faz seriamente, como deve fazer toda assembléia científica; que ela persegue o seu objetivo sem se misturar com nenhuma intriga, sem atirar pedras em ninguém, sem mesmo recolher as que lhe atiram.
(ALLAN KARDEC)


Entendimento Apaixonado( J. J. ROUSSEAU )

Mau grado o que dizem os moralistas, o entendimento humano deve muito às
paixões, que, de comum acordo, também lhe devem muito: é pela sua actividade que
a nossa razão se aperfeiçoa; só procuramos conhecer porque desejamos gozar; e
não é possível conceber porque aquele que não tivesse desejos nem temores se
desse ao trabalho de raciocinar. As paixões, por sua vez, originam-se a partir
das nossas necessidades, e o seu progresso dos nossos conhecimentos; porque só
podemos desejar ou temer coisas segundo as ideias que temos delas, ou pelo
simples impulso da natureza; e o homem selvagem, privado de toda a sorte de
luzes, só experimenta as paixões dessa última espécie; os únicos bens que
conhece no universo são a sua nutrição, uma fêmea e o repouso; os únicos males
que teme são a dor e a fome. Digo a dor, e não a morte; porque jamais o animal
saberá o que é morrer; e o conhecimento da morte e dos seus terrores foi uma das
primeiras aquisições que o homem fez afastando-se da condição animal.


Política de Interesse ( Eça de Queiróz )

Em Portugal não há ciência de governar nem há ciência de organizar
oposição. Falta igualmente a aptidão, e o engenho, e o bom senso, e a
moralidade, nestes dois factos que constituem o movimento político das nações.
A ciência de governar é neste país uma habilidade, uma rotina de acaso,
diversamente influenciada pela paixão, pela inveja, pela intriga, pela vaidade,
pela frivolidade e pelo interesse.
A política é uma arma, em todos os pontos revolta pelas vontades contraditórias;
ali dominam as más paixões; ali luta-se pela avidez do ganho ou pelo gozo da
vaidade; ali há a postergação dos princípios e o desprezo dos sentimentos; ali
há a abdicação de tudo o que o homem tem na alma de nobre, de generoso, de
grande, de racional e de justo; em volta daquela arena enxameiam os aventureiros
inteligentes, os grandes vaidosos, os especuladores ásperos; há a tristeza e a
miséria; dentro há a corrupção, o patrono, o privilégio. A refrega é dura;
combate-se, atraiçoa-se, brada-se, foge-se, destrói-se, corrompe-se. Todos os
desperdícios, todas as violências, todas as indignidades se entrechocam ali com
dor e com raiva.
À escalada sobem todos os homens inteligentes, nervosos, ambiciosos (...) todos
querem penetrar na arena, ambiciosos dos espectáculos cortesãos, ávidos de
consideração e de dinheiro, insaciáveis dos gozos da vaidade.


Hino Nacional(FRASES E PENSAMENTOS DE CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE)

Precisamos descobrir o Brasil!
Escondido atrás as florestas,
com a água dos rios no meio,
o Brasil está dormindo, coitado.
Precisamos colonizar o Brasil.
O que faremos importando francesas
muito louras, de pele macia,
alemãs gordas, russas nostálgicas para
garçonettes dos restaurantes noturnos.
E virão sírias fidelíssimas.
Não convém desprezar as japonesas...
Precisamos educar o Brasil.
Compraremos professores e livros,
assimilaremos finas culturas,
abriremos dancings e subvencionaremos as elites.
Cada brasileiro terá sua casa
com fogão e aquecedor elétricos, piscina,
salão para conferências científicas.
E cuidaremos do Estado Técnico.
Precisamos louvar o Brasil.
Não é só um país sem igual.
Nossas revoluções são bem maiores
do que quaisquer outras; nossos erros também.
E nossas virtudes? A terra das sublimes paixões...
os Amazonas inenarráveis... os incríveis João-Pessoas...
Precisamos adorar o Brasil!
Se bem que seja difícil compreender o que querem esses homens,
por que motivo eles se ajuntaram e qual a razão
de seus sofrimentos.
Precisamos, precisamos esquecer o Brasil!
Tão majestoso, tão sem limites, tão despropositado,
ele quer repousar de nossos terríveis carinhos.
O Brasil não nos quer! Está farto de nós!
Nosso Brasil é no outro mundo. Este não é o Brasil.
Nenhum Brasil existe. E acaso existirão os brasileiros?
Eduardo Alves da Costa
Quanto a mim, sonharei com Portugal
Às vezes, quando
estou triste e há silêncio
nos corredores e nas veias,
vem-me um desejo de voltar
a Portugal. Nunca lá estive,
é certo, como também
é certo meu coração, em dias tais,
ser um deserto.


OS RAIOS E AS SOMBRAS - TRISTEZA D’OLIMPO ( VICTOR HUGO )

... "Tão pouco tempo é suficiente para mudar todas as coisas!
Natureza com a fronte serena , como você esquece!
E como vós se feres em suas metamorfoses
Os filhos misteriosos de onde nossos corações são limitados !
... "O limite do caminho, que vive uma jornada sem fim,
Onde antes de me entender ele gostaria de se sentar,
Cansou de golpear , quando a estrada é escura,
As grandes carruagens gémissants que volta da noite.
... "Outros irão passar agora aonde nós passamos.
Nós viemos de lá, outros virão de vir,
e o sonho que esboçará em nossas duas almas
Eles continuarão sem nunca ter fim !
... " Responda , puro vale pequeno, responda, solidão,
Oh Natureza protegida neste deserto tão belo ,
Quando nós dormiremos ambos de qualquer jeito,
Distribuir as mortes pensativas em forma da tumba ;
... "É o que vós seria capaz, sem tristeza e sem pranto ,
Ver nosso sombras flutuantes não trabalharem por nós ,
E ver o ensinamento , num abraço sombrio,
Versos de qualquer origem em lágrimas que soluçam profundamente ?
... " Eh bem! Nos esqueça, casa, jardim , sombra;
Erva, use nossa soleira ! Arbusto , não nos esconda !
Cantem , pássaros! Rios, corram ! Cresçam , folhagens!
Esses que vós esqueceis não os esquecerão.
" Porque vós sois para nós a sombra do mesmo amor,
Vós sóis o oásis daquele que se encontra na senda !
Vós sóis , oh pequeno vale, o descanso supremo ,
Onde nós choramos segurando-nos pelas mãos!
" Todas as paixões mudam com o tempo ,
Umas levam a nos mascarar e o outras nos esfaqueiam,
Como uma multidão cantando na viagem
De quem o grupo diminui atrás da pequena colina.
"... E lá, por esta noite em que nenhuma raio de estrela ,
A alma, em uma dobra escura onde tudo parecem terminar,
Sente qualquer coisa a palpitar debaixo de um véu...
És tu que dorme na sombra, oh sacra lembrança!"


Trevas (LORD BYRON)

Eu tive um sonho que não era em tudo um sonho
O sol esplêndido extinguira-se, e as estrelas
Vaguejavam escuras pelo espaço eterno,
Sem raios nem roteiro, e a enregelada terra
Girava cega e negrejante no ar sem lua;
Veio e foi-se a manhã - veio e não trouxe o dia;
E os homens esqueceram as paixões, no horror
Dessa desolação; e os corações esfriaram
Numa prece egoísta que implorava luz:
E eles viviam ao redor do fogo; e os tronos,
Os palácios dos reis coroados, as cabanas,
As moradas, enfim, do gênero que fosse,
Em chamas davam luz; cidades consumiam-se
E os homens se juntavam juntos às casas ígneas
Para ainda uma vez olhar o rosto um do outro;
Felizes quanto residiam bem à vista
dos vulcões e de sua tocha montanhosa;
Expectativa apavorada era a do mundo;
queimavam-se as floresta - mas de hora em hora
Tombavam, desfaziam-se - e, estralando, os troncos
Findavam num estrondo - e tudo era negror.
À luz desesperante a fronte dos humanos
Tinha um aspecto não terreno, se espasmódicos
Neles batiam os clarões; alguns, por terra,
Escondiam chorando os olhos,; apoiavam
Outros o queixo às mãos fechadas, e sorriam;
Muitos corriam para cá e para lá,
Alimentando a pira, e a vista levantavam
Com doida inquietação para o trevoso céu
A mortalha de um mundo extinto; e então de novo
Com maldições olhavam a poeira, e uivavam,
Rangendo os dentes; e aves bravas davam gritos
E cheias de terror voejavam junto ao solo,
Batendo asas inúteis; as mais rudes feras
Chegavam mansas e a tremer; rojavam víboras,
E entrelaçavam-se por entre a multidão,
Silvando, mas sem presas - e eram devoradas.
E fartava-se a Guerra que cessara um tempo,
E qualquer refeição comprava-se com sangue;
E cada um sentava-se isolado e torvo,
Empanturrando-se no escuro; o amor findara;
A terra era uma idéia só - e era a de morte
Imediata e inglória; e se cevava o mal
Da fome em todas as entranhas; e morriam
Os homens, insepultos sua carne e ossos;
Os magros pelos magros eram devorados,
Os cães salteavam os seus donos, exceto um,
Que se mantinha fiel a um corpo, e conservava
Em guarda as bestas e aves e os famintos homens,
Até a fome os levar, ou os que caíam mortos
Atraírem seus dentes; ele não comia,
Mas com um gemido comovente e longo, e um grito
Rápido e desolado, e relambendo a mão
Que já não o agradava em paga - ele morreu.
Finou-se a multidão de fome, aos poucos; dois,
Porém, de uma cidade enorme resistiram,
Dois inimigos, que vieram encontrar-se
Junto às brasas agonizantes de um altar
Onde se haviam empilhado coisas santas
Para um uso profano; eles as revolveram
E trêmulos rasparam, com as mão esqueléticas,
As débeis cinzas, e com um débil assoprar
Para viver um nada, ergueram uma chama
Que não passava de um arremedo; então alcançaram
Os olhos quando ela se fez mais viva, e espiaram
O rosto um do outro - ao ver, gritaram e morreram
- Morreram de sua própria e mútua hediondez,
Sem um reconhecer o outro em cuja fronte
Grafara a fome "diabo". O mundo se esvaziara,
O populoso e forte era um informe massa,
Sem estações nem árvore, erva, homem, vida,
Massa informe de morte - um caos de argila dura.
Pararam lagos, rios, oceanos: nada
Mexia em suas profundezas silenciosas;
Sem marujos, no mar as naus apodreciam,
Caindo os mastros aos pedaços; e, ao caírem,
Dormiam nos abismos sem fazer mareta,
Mortas as ondas, e as marés na sepultura,
Que já findara sua lua senhoril.
Os ventos feneceram no ar inerte, e as nuvens
Tiveram fim; a Escuridão não precisava
De seu auxílio - as Trevas eram o Universo.


Discurso nas comemorações do Dia do Trabalho em 1º de maio de 1940 ( GETÚLIO VARGAS )

Trabalhadores do Brasil: Aqui estou, como de outras vezes, para compartilhar as
vossas comemorações e testemunhar o apreço em que tenho o homem de trabalho como
colaborador direto da obra de reconstrução política e econômica da Pátria. Não
distingo, na valorização do esforço construtivo, o operário fabril do técnico de
direção, do engenheiro especializado, do médico, do advogado, do industrial ou
do agricultor. O salário, ou outra forma de remuneração, não constitui mais do
que um meio próprio a um fim, e esse fim é, objetivamente, a criação da riqueza
nacional e o surto de maiores possibilidades à nossa civilização.
A despeito da vastidão territorial, da abundância de recursos naturais e da
variedade de elementos de vida, o futuro do país repousa, inteiramente, em nossa
capacidade de realização. Todo trabalhador, qualquer que seja a sua profissão é,
a este respeito, um patriota que conjuga o seu esforço individual à ação
coletiva, em prol da independência econômica da nacionalidade. O nosso progresso
não pode ser obra exclusiva do Governo, sim de toda a Nação, de todas as
classes, de todos os homens e mulheres, que se enobrecem pelo trabalho,
valorizando a terra em que nasceram.
Constitui preocupação constante do regime que adotamos difundir entre os
elementos laboriosos a noção da responsabilidade que lhe cabe no desenvolvimento
do país, pois o trabalho bem feito é uma alta forma de patriotismo, como a
ociosidade uma atitude nociva e reprovável. Nas minhas recentes excursões aos
Estados do Centro e do Sul, em conta to com as mais diversas camadas da
população, recebi caloroso acolhimento e manifestações que testemunham, de modo
inequívoco, a confiança que os brasileiros, desde os simples operários aos
expoentes das atividades produtoras, depositam na ação governamental.
Falando em momento como este, diante de uma multidão que vibra de Exaltação
patriótica, não posso deixar de pensar como os nossos governantes permaneceram,
durante tanto tempo, indiferentes à cooperação construtiva das classes
trabalhadoras. Relegados a existência vegetativa, privados de direitos e
afastados dos benefícios da civilização, da cultura e do conforto, os
trabalhadores brasileiros nunca obtiveram, sob os governos eleitorais, a menor
proteção, o mais elementar amparo. Para arrancar-lhes os votos, os políticos
profissionais tinham de mantê-los desorganizados e sujeitos à vassalagem dos
cabos eleitorais.
A obra de reparação e justiça realizada pelo Estado Novo distancia-nos,
imensamente, desse passado condenável, que comprometia aos nossos sentimentos
cristãos e se tornara obstáculo insuperável à solidariedade nacional. Naquela é
poca, ao aproximar-se o Primeiro de Maio, o ambiente era bem diverso.
Generalizavam-se as apreensões e abria-se um período de buscas policiais no
núcleos associativos, pondo-se em custódia os suspeitos, dando a todos uma
sensação de insegurança e exibindo um luxo de força nas ruas e locais de
reunião, que, não raro, redundavam em choques e conflitos sangrentos.
Atualmente, a data comemorativa dos homens de trabalho é festiva e de
confraternização.
Os benefícios da política trabalhista, empreendida nestes últimos anos, alcançam
profundamente todos os grupos sociais, promovendo o melhoramento das condições
de vida nas várias regiões do país e elevando o nível de saúde e de bem-estar
geral. A ação tutelar e providente do Estado patenteia-se, de modo constante, na
solicitude com que cria os serviços de proteção ao lar operário, de assistência
à infância, de alimentação saudável e barata, de postos de saúde, de creches e
maternidades, instituído o ensino profissional junto às fábricas e, ultimamente,
voltando as suas vistas para a construção de vilas operárias e casas populares.
Na continuação desse programa renovador, que encontrou no atual ministro do
Trabalho um eficiente e devotado orientador, assinamos, hoje, um ato de
incalculável alcance social e econômico: a lei que fixa o salário mínimo para
todo o país. Trata-se de antiga aspiração popular, promessa do movimento
revolucionário de 1930. Agora transformada em realidade, depois de longos e
acurados estados. Procuramos, por esse meio, assegurar ao trabalhador
remuneração eqüitativa, capaz de proporcionar-lhe o indispensável para o
sustento próprio e da família. O estabelecimento de um padrão mínimo de vida
para a grande maioria da população, aumentando, no decorrer do tempo, os índices
de saúde e produtividade, auxiliará a solução de importantes problemas que
retardam a marcha do nosso progresso.
À primeira vista, poderão pensar os menos avisados que a medida é prematura e
unilateral, visto beneficiar, apenas, os trabalhadores assalariados. Tal, porém,
não ocorre no plano do Governo. A elevação do nível de vida eleva, igualmente, a
capacidade aquisitiva das populações e incrementa, por conseguinte, as
indústrias, a agricultura e o comércio, que verão crescer o consumo geral e o
volume da produção.
As bases da nossa legislação social já estão solidamente lançadas nas leis que
regulam a duração do trabalho, a higiene industrial, a ocupação das mulheres e
menores, as aposentadorias e indenizações de acidentes, as associações
profissionais, os convênios coletivos e a arbitragem. Ultima-se, agora, a
organização da Justiça do Trabalho, cuja regulamentação está na fase final de
estudos e deverá ser posta em vigor dentro de pouco. É uma legislação que tende
a ampliar-se e a cobrir com a sua proteção os diversos ramos da economia
nacional, da fábrica aos campos, das oficinas aos estabelecimentos comerciais,
empresas de transportes e todos os empregos e ocupações. As sugestões da
experiência e as imposições da necessidade irão, naturalmente, indicando
modificações e ampliações cuidadosas. Chegaremos, assim, a consolidar esse corpo
de leis num Código do Trabalho adequando às condições do nosso progresso. Não é
de mais observar, a propósito das nossas conquistas de ordem social, que povos
de civilização mais velha, apontados como modelos a copiar, ainda não
conseguiram resolver satisfatoriamente as relações de trabalho, que continuam
sendo, para eles, causa de perturbações para o bem comum.
Embora deixados ao abandono, os nossos trabalhadores souberam resistir às
influências malsãs dos semeadores de ódios, a serviços de velhas e novas
ambições de poderio político, consagrados a envenenar o sentimento brasileiro de
fraternidade com o exotismo das lutas de classes. O ambiente nacional tem
reagido sadiamente contra esses agentes de perturbações e desordem. A propaganda
insidiosa e dissolvente, apenas, impressionou os pobres de espírito e ser viu
para agitar os mal intencionados.
Quem quer que observe a história e a dura lição sofrida por outros povos verá
que os extremismos, mesmo quando logram uma vitória efêmera, caem logo vítimas
dos próprios erros e das paixões que desencadearam, sacrificando muitas
aspirações justas e legítimas, que poderiam ser alcançadas pacificamente. A
sociedade brasileira, felizmente, repele, por índole, as soluções. Corrigidos os
abusos e imprevidências do passado, podermos encarar o futuro com serenidade,
certos de que as utopias ideológicas, na prática, verdadeiras calamidades
sociais, não conseguirão afastar-nos das normas de equilíbrio e bom senso em que
se pro cessa a evolução da nacionalidade.
Só o trabalho fecundo, dentro da ordem legal que as segura a todos patrões e
operários, chefes de indústrias e proletários, lavradores, artesãos,
intelectuais - um regime de justiça e de paz, poderá fazer a felicidade da
pátria brasileira.